Houve uma unanimidade no pelotão em dizer que esses dois primeiros estágios do Tour foram caóticos. E sempre é! Normalmente nos primeiros dias de competição, com todos os ciclistas na ponta dos cascos, e a camisa amarela em jogo no sprint fazem a velocidade aumentar e o caos acontecer.

Na primeira etapa do Tour de France 2018, Fernando Gaviria venceu com um impressionante trabalho da Quick Step. O colombiano não deu chances para Peter Sagan, que não conseguiu sequer colocar do lado. Fechando o top5 ainda chegaram Kittel, Kristoff e Laporte.

O caos a que me referi foi em relação aos candidatos da classificação geral deste ano. Chris Froome caiu sozinho, Adam Yates, Richie Porte foi cortado do bloco principal, e Nairo Quintana perdeu 1min15 com problemas nas duas rodas da bicicleta. E o curioso caso do Lawson Craddock, que caiu, quebrou a escápula, tomou alguns pontos, e provavelmente vai virar o MEME desse Tour! Ainda mais depois que decidiu doar 100 dolares para um velódromo em Houston, nos Estados Unidos, em cada etapa que terminar.

O caos se repetiria hoje na etapa 2. Volto a dizer: ciclistas frescos e a amarela em jogo no sprint massivo. Todos querem proteger seus líderes e os sprinters querem vir bem posicionados para a chegada! Um bom gregário, conduz seu líder, o protege do vento, e por incrível que pareca o livra de situações de perigo. Lembram do Froome ontem? Ele estava sozinho tentando escalar o pelotão.

Na etapa 2, enquanto os GC’s se recuperavam de ontem, os sprinters tiveram problemas. Primeiro Demare novamente com um furo de pneu mas dessa vez mais distante da meta conseguiu retornar e Kittel que teve um furo a 7km e abortou o sprint.

Mas o final ainda reservava mais caos. Com 1.9km para a chegada, Daryl Impey causou o acidente que levou o camisa amarela, e outros ciclistas ao chão. O tombo cortou o pelotão e Peter Sagan, SEMPRE bem posicionado, conseguiu ser embalado por Demare e vencer no jump Sonny Colbrelli.

Não adianta achar que tudo estará bem porque em 24h tudo poderá mudar no Tour de France. Amanhã provavelmente o caos será minimizado. Uma etapa de Contra Relógio por Equipes de 35km, começará a definir a classificação geral e um novo camisa amarela. Na briga, particularmente, acho que BMC e SKY. Muito provável Geraint Thomas assumir a liderança, já que está a 15s de Sagan, e é o contender mais próximo.

Amanhã teremos o #nafuga5k. No final da etapa, uma LIVE via instagram com comentários técnicos meu e do amigo Giovanni Santana!

#nafuga

Anúncios